Internet Sociedade

Internet é a ferramenta mais eficaz para encontrar emprego, diz pesquisa

Nada de sair distribuindo currículo de porta em porta – a internet tem sido a ferramenta mais eficaz para encontrar um emprego atualmente. Isso significa que sua oportunidade de trabalho pode estar a alguns cliques de você. É o que pensam 74,4% das pessoas ouvidas para a produção do Índice de Internet Inclusiva (3i), encomendado pelo Facebook à The Economist Intelligence Unit (EIU), que avalia o nível de inclusão na internet de um país.

Este ano, o índice incluiu o levantamento das informações de 100 países, representando 94% da população do planeta e 96% do PIB mundial. O estudo 3i traz ainda informações do Value of the Internet Survey, que entrevistou 5.069 pessoas de 99 países para medir as percepções sobre como o uso da internet afeta o modo de vida das pessoas.

Além disso, 60,2% dos entrevistados dizem que as plataformas de educação online e as tecnologias de educação digital os ajudaram a buscar uma educação, e 76,5% usaram a internet para melhorar suas habilidades em meio a um mercado de trabalho dinâmico. Ou seja, a internet tem ocupado uma lacuna importante que a educação formal tem deixado na vida das pessoas – seja qual o motivo for.

Sobre a pesquisa, o Facebook afirma que “ainda há cerca de 3,8 bilhões de pessoas ao redor do mundo sem acesso a uma internet rápida e confiável”, completando que “a falta de conectividade de qualidade prejudicará ainda mais a capacidade dos países de baixa e média renda de melhorar suas economias em relação aos seus vizinhos”.

O levantamento disponibiliza um ranking com a colocação dos 100 países estudados nas categorias Disponibilidade (qualidade e amplitude da infraestrutura disponível necessária para acesso e níveis de uso da Internet), Acessibilidade (custo de acesso em relação à renda e o nível de concorrência no mercado da Internet), Relevância (existência e extensão do conteúdo do idioma local e conteúdo relevante) e Prontidão (capacidade de acessar a Internet, incluindo habilidades, aceitação cultural e políticas de apoio).

Brasil

O Brasil ficou na 31ª posição de um total de 100 no índice geral, atrás apenas do Chile entre os países da América Latina. O país é classificado em 2º ou 3º lugar na região em todas as categorias principais, exceto Prontidão, onde está classificado em 9º lugar na América Latina.

O Índice de Internet Inclusiva pode ser acessado em http://theinclusiveinternet.eiu.com.

Por Camila Mitye
Equipe Zap

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *