Cinema & Séries

Disney prepara plataforma de streaming para 2019

A gigante do entretenimento Disney marcou para 2019 o lançamento de sua própria plataforma de streaming, ainda sem nome oficial. Com um imenso catálogo de filmes e séries animadas e live-action, além da recente fusão com a Fox, a intenção é vender o serviço similar à concorrente Netflix, mas com a promessa de um custo menor ao usuário (o pacote padrão do Netflix custa R$ 27,90 mensais no Brasil).

A novidade ameaça a hegemonia da Netflix no mundo, além de representar a retirada de diversos títulos da Disney disponibilizados na concorrente, com quebra de contratos de distribuição.

O que se sabe por enquanto é que a Disney não pretende economizar no orçamento de produções originais que devem compor o catálogo. Destaque para a série live-action de Star Wars – The Mandalorian (de Jon Favreau, diretor de Homem de Ferro), cujo orçamento chega a US$ 100 milhões por cada temporada de dez episódios (equivalente ao que é investido em Game of Thrones, por exemplo). Além dessa, outras séries também terão orçamentos supostamente fartos, em torno de US$ 25 milhões a US$ 35 milhões.

Entre as produções planejadas para o novo serviço estão as séries High School Musical, Muppets e séries da Marvel (ainda não descritas), e entre os filmes alguns remakes como os de Peter Pan, A Dama e o Vagabundo e o clássico Três Solteirões e um Bebê.

As possibilidades disponíveis no serviço são ampliadas com a fusão da Disney com a Fox, que será concretizada a partir de 1º de janeiro de 2019 e incluem o conteúdo de esportes da Fox Sports (com grandes campeonatos como a Taça Libertadores da América e Taça dos Campeões), os documentários e programas da National Geographic, as séries da FX e os filmes artísticos da Fox Searchlight.

O lançamento da plataforma, que ainda não se sabe se chega ao Brasil na mesma data de estreia nos Estados Unidos, passa por questões legais como os contratos de licença de distribuição de diversos títulos da Disney e da Fox, a exemplo das produções cinematográficas da Marvel, em poder da Netflix estrangeira.

Por Camila Mitye
Equipe Zap

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *