Internet Sociedade

Acabou a brincadeira! YouTube não quer mais vídeos de desafios perigosos

O YouTube endureceu sua posição em relação a vídeos produzidos pelos usuários contendo brincadeiras e desafios perigosos. Apesar deste tipo de vídeo compor uma parcela considerável do conteúdo da plataforma, os incidentes causados após a reprodução de desafios como “Bird Box Challenge” (no qual os usuários precisam cumprir tarefas do cotidiano de olhos vendados, incluindo dirigir um veículo) e o “Tide Pod Challenge” (febre nos Estados Unidos, o desafio encoraja pessoas a ingerir cápsulas de detergente) chamaram a atenção do YouTube para o perigo real que existe por trás das “brincadeiras”.

Na atualização de suas diretrizes para criadores de conteúdo, o YouTube revelou uma nova seção sobre desafios e brincadeiras perigosas, esclarecendo sua posição contrária. “O YouTube é o lar de muitos desafios e brincadeiras virais amadas, mas precisamos garantir que o que é engraçado não cruze a linha e também seja prejudicial ou perigoso”, diz a política.

Outras brincadeiras de gosto bem duvidoso também foram proibidas, como aquelas que fazem as vítimas acreditarem que estão em sério perigo (invasão de lares, atirar em carros – ou aquelas que causam sofrimento emocional às crianças). A questão é que, muitas vezes, tais pegadinhas não deixam claro se o que está acontecendo é genuíno ou armado apenas para ganhar visualizações. Os usuários terão um período de carência de dois meses para remover os vídeos da plataforma.

Às cegas

Mais recente desafio da internet, o “Bird Box Challenge”, é inspirado no longa-metragem Bird Box, da Netflix, estrelado por Sandra Bullock. Lançado em dezembro do ano passado, o filme se passa num cenário pós-apocalíptico onde as pessoas precisam vendar os olhos para sobreviver a uma criatura misteriosa que provoca reações extremas como o suicídio em quem a vê. O desafio se trata, então, de sair por aí de olhos vendados, o que certamente não pode dar certo.

Na sexta-feira, 11 de janeiro, a polícia de Layton, Utah (EUA), culpou o tal desafio por um acidente de carro na cidade. A polícia disse que a motorista, uma garota de 17 anos, cobriu os olhos com um gorro enquanto dirigia uma picape e acabou provocando a colisão em outro veículo. Felizmente, não houve feridos.

Esse tipo de brincadeira pode ser nocivo por se espalhar com rapidez por conta das hashtags utilizadas e o desejo de jovens e crianças de participarem do que está na “moda”. A esperança é que, sem o espaço disponibilizado pelo YouTube, os desafios e brincadeiras perigosos tenham mais dificuldade para viralizar e, quem sabe, sumam de vez da rede.

Por Camila Mitye
Equipe Zap

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *